4 de out de 2011

Cânion do rio poty, um passeio em suas águas

No decorrer dos últimos dez anos, fui várias vezes a cânion do rio poty. Por vezes de bike, moto, carro, percorrendo a pé grande parte desse grande desfiladeiro. Mas, sempre que o via lá de cima eu dizia que um dia o percorreria de barco. Bem amigos, esse dia chegou! Não foi de barco, foi de canoa, mas o importante é que naveguei por essa maravilha da natureza e, ver o cânion de baixo para cima é sensacional.
Mas como tudo tem um preço, eu e Juscelino tivemos de acordar às 5h:00, dirigir por mais de uma hora numa estrada de piçarra e ainda caminhar num sol escaldante por mais de 2km carregando a mochila com equipamento fotográfico (12kg), tripé, mais uma bolsa térmica com água, coca-cola e lanches.
Contratamos o Senhor Renato, dono da canoa, mas devidos alguns problemas só começamos o passeio às 10h10min, ou seja, com o sol à pino o que prejudicou um pouco na qualidade das fotos. No meio percurso "descobrimos" outro probleminha, a canoa estava entrando água, o que nos obrigou a parar na ida e na volta para esvaziá-la.
Mas, mesmo tendo esse pequenos entraves faria tudo de novo. Aliás, farei, pois já planejei para  junho/2012 uma nova viagem ao cânion com um planejamento um pouco diferente, ou seja, corrigindo os erro ocorridos.
Foram muitos registros fotográficos que fiz junto com o Juscelino e, separei alguns para vocês apreciarem. Aproveitem!

CLICK NAS IMAGENS PARA AMPLIÁ-LAS.

Primeira parada no caminho para o cânion: Fazenda Miraíma.


Começando a vida de vaqueiro?!

















Sem pressa


Paisagens da região.



Fazenda Enjeitado. Nessa casa fomos acolhido várias vezes pelo "Seu" João Fiscal (infelizmente falecido) que era seu administrador. A primeira vez foi com os colegas de bike do TBC (Teresina Bikers Clube, Juarez e Vicente) depois voltamos outras vezes com os colegas do nosso clube, Pedal Bikers Clube e, sempre eramos bem recebidos. Hoje a fazenda é administrada pelo senhor Pedroza.







Nesse local deixe o carro e seguimos a pé. Lembram que falei de uma caminhada de 2km num sol escaldante? Começa daqui.

 Aqui começa nossa aventura nas águas do poty. Vejam a cara de alegria do Juscelino.
Foto: Juscelino Reis














Para quem não sabe, essas estacas não são para segurar essa laje de pedra. Na verdade, esse é um dos muitos lugares utilizados pelos pescadores ao longo do cânion. Como eles dormem no local, essas estacas servem para eles armarem suas redes. 
 Lembram que eu disse que a canoa estava entrando água? Pois é, nesse lugar chamado de rodoviária fizemos a primeira parada para o Senhor Renato esvaziar  a canoa.


Foto: Juscelino Reis































Foto: Juscelino Reis






































Nesse estreito, fizemos uma parada obrigatória: uma, para "desencalhar" a canoa que ficou presa entre as pedras; duas, para tirar água de dentro que continuava infiltrando. Aí, aproveitei para tomar um banho que ninguém é de ferro. 





 





















Ponto final, a canoa só pode vir até aqui.


























Voltando ao ponto de origem.













 Local de partida e chegada dessa aventura.

















Como eu disse, depois de passar a manhã tirando fotos num sol escaldante, ainda tive de caminhar 2km até onde deixei o carro carregando esse peso. Fotos de Juscelino Reis.


















Na volta, belas paisagens do sertão piauiense.


















Ao fim de um dia muito cansativo, fomos brindados com esse belo pôr do sol. 





13 comentários:

  1. Parabéns pelas fotos são lindas!!! Q saudades da minha terra

    ResponderExcluir
  2. Lindas fotos! Bela paisagem! Como se faz para conhecer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem a opção de ir por Castelo, Fazenda Injeitado e seguir por suas margens ou de canoa, que pode ser alugada com o vigilante do Banco do Brasil de Castelo.
      A outra opção é ir de carro (mais recomendável) partindo de Teresina até Juazeiro (antes de Castelo), depois pega a estrada que leva até Buriti da Milanês e vai se informando até chegar no Cânion. De Juazeiro até o Cânion é uns 100 km de estrada de terra.

      Excluir
    2. Oi, gostaria de saber se você tem as Coordenadas de Localização do local de acesso para os Paredões de Maior tamanho, aqueles de 60 metros que falam tanto, ou melhor, você conseguiria localizar no Google Earth o lugar que você foi. Pois estou me programando para ir em Junho deste ano, o único blog que encontrei de pessoas que foram, que eu consegui achar foi o seu. :) Antes de mais nada, gostaria de agradecer pela sua atenção. Obrigado. ;)

      Excluir
    3. Entre em contato comigo pelo e-mail: srep@uol.com.br que te envio o tracklog e, outras informações.

      Excluir
  3. STANLEY, sou amigo de seu irmão STUART MILL.Vc é um artista, um fotógrafo de mão cheia, colocado - a meu ver - no mesmo degrau de um Flávio de Barros, aquele que nos deixou muitos flashs da "Guerra de Canudos",documentando as belezas naturais dos campos , rios e córregos piauienses. Parabéns! Hoje mesmo estou divulgando seu trabalho que considero um tesouro valiosíssimo para a História do Piauí.Cumprimenta-o o amigo Williams Silva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário, mas acho que você exagerou, ha! ha!, de qualquer forma, obrigado novamente. Visite todos os arquivos do blog.

      Excluir
  4. Li algumas informações sobre o Cânion do Rio Poty e pude perceber que lá inexiste algum local de suporte ao turista.
    Gostaria de saber como vc fez para ter a disposição essa canoa.
    Estou indo esse final de semana ao Piauí e gostaria de visitá-lo.
    Desde já agradeço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A canoa você entra em contato com o vigia do Banco do Brasil em Castelo do Piauí.

      Excluir
  5. O proprietário da canoa é o Sr. Renato, ele trabalha como vigia no Banco do Brasil em Castelo do Piauí.

    ResponderExcluir
  6. muito linda toda essas paisagem!!!! parabéns por pelo trabalho que acaba se tornando numa aventura muito legal!!!!!
    Gostaria de saber se tem como acampa em um desses locais? tenho vontade de fazer uma aventura dessas!!!!!

    ResponderExcluir
  7. Seria possivel o contato com a FAzenda? É um local apenas para deixarmos o carro ou podemos pernoitar?

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião sobre a postagem.